Projeto estrutural: o primeiro problema

Já dizem os especialistas que "se você fez uma obra sem nenhum contratempo, você não fez uma obra. No máximo, montou um castelinho de Lego".

Sendo assim, ontem fui chamado pela arquiteta e pelo engenheiro para discutir alguns ajustes no projeto estrutural. O projeto original previa a colocação de algumas estacas de trado. Trata-se de uma estaca menor que as convencionais, que não exige um bate-estacas para colocação. Os próprios pedreiros fazem o buraco para ela utilizando um equipamento próprio (o trado, da foto à esquerda).

Acontece que quando o pessoal da mão de obra foi fazer os primeiros buracos, descobriu que o lençol d'água está mais superficial do que imaginavam, impedindo o trabalho do trado, pois a terra vai soltando e não é possível fazer um buraco uniforme para colocação das estacas.

E agora, o que fazer? Não sei, ainda não tenho a resposta. O engenheiro calculista ficou de estudar os projetos e propor uma solução alternativa. Enquanto isso, a mão de obra fica meio devagar, só esperando e cortando as tábuas para fazer a caixaria... :(

2 comentários:

Felipe 9 de novembro de 2010 22:02  

Ih. Que pena. Mas que venha uma solução não muito cara, pelo menos.

Mônica Suñer 27 de novembro de 2010 03:55  

Tivemos que colocar muitas estacas e haja concreto!!! Bjs

Postar um comentário

Sobre o blog

Esse blog é o relato das nossas experiências ao construir uma casa em Florianópolis.

Pesquisar

Seguidores